Avançar para o conteúdo principal

Como sua empresa pode se preparar para a transformação digital

O processo que leva empresas a moverem suas operações para o mundo digital já está em curso. No entanto, muitos negócios ainda encontram dificuldades para traçar estratégias com as novas tecnologias. Confira algumas dicas: Nada de "coisa do futuro": a transformação digital já está acontecendo, agora, em todo o mundo. O processo que leva empresas, independentemente de seus portes e áreas de atuação, a moverem suas operações para o mundo digital já está em curso. No Brasil, entretanto, muitos negócios ainda encontram dificuldades para traçar estratégias com as novas tecnologias, seja por desconhecimento na área ou por falta de uma mão-de-obra qualificada para serviços de TI. Abaixo, selecionamos alguns pontos essenciais para qualquer negócio que deseja se manter competitivo e eficiente nesta nova era da tecnologia: 1. Automatize processos Quer aumentar a produtividade da sua empresa? Automatize processos. A tecnologia nas empresas pode promover a integração de equipes e agilizar o trabalho. Entre as vantagens da automatização de processos está o aumento da eficiência, já que há uma maior racionalização no uso de recursos; a redução de custos, visto que processos poderão ser realizados por softwares e marcas e não por pessoas; a escalabilidade, que permite aumentar o número de vezes de execução de um processo; e maior confiabilidade da informação, já que coletas manuais de dados, suscetíveis a erros humanos, são substituídas por transferências entre softwares.
2. Foque na experiência do cliente O cliente deve ser o foco central do processo de digitalização do negócio. Por isso, a experiência do usuário com a sua marca é importantíssima. Desenvolvimento de plataformas mobile ou aplicações web são exemplos clássicos de como aproximar o seu negócio de seus clientes. Com um atendimento personalizado, o consumidor sente que o negócio o conhece e entende suas demandas, o que contribui para a sua fidelização. Os serviços de TI não devem cuidar apenas de aplicações e infraestruturas, ele deve ser proativo para trazer melhorias e gerar satisfação. Para sua empresa atingir esse objetivo, ela deve contratar prestadores de serviços sérios e bem-capacitados. 3. Aposte na nuvem Uma das grandes apostas para a computação é a nuvem. Segura, estável e barata, a nuvem permite que empresas armazenem seus dados e aplicações com segurança de alta confiabilidade, evitando furtos e sequestros de informações. Além disso, serviços de cloud contam com infraestrutura altamente escalável, com prevenções para as mais inesperadas adversidades, como eventos naturais. E enquanto servidores internos são caros e requerem manutenções custosas, o uso da nuvem permite um rápido provisionamento de recursos, permitindo que seu negócio tenha mais tempo dinheiro para investir em seu próprio crescimento. 4. Aproveite as tecnologias de Inteligência Artificial Para departamentos de TI, a Inteligência Artificial já faz toda a diferença. Uma pesquisa da Tata Consultancy Services indicou que 67% dos responsáveis por TI já utilizam a Inteligência Artificial para detectar ameaças à segurança, automatizar tarefas de administração de softwares e solucionar problemas de usuários. Mas não é só esse departamento que pode se beneficiar. Na área financeira, por exemplo, a IA pode ajudar com previsões para tomada de decisões referentes a lançamentos de produtos ou análises de créditos de clientes. No marketing, pode ser uma aliada na hora de oferecer conteúdos relevantes ao público-alvo do seu negócio e anúncios segmentados, além de definir as etapas da jornada de compra. Ainda tem dúvidas sobre como implementar a transformação digital na sua empresa? Não deixe de conhecer os serviços da FábricaDS, especialista em projetos de infraestrutura, Cloud, fábrica de software e na cultura DevOps, que poderá oferecer excelência em serviços de TI para o seu negócio.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os robôs pelos quais você deve se apaixonar antes de fazer sexo com eles! (Tecnologia)

A tecnologia invadiu quase todas as áreas da atividade humana , e o campo sexual não é livre, por isso não são robôs sexuais que permitem desfrutar de relacionamentos íntimos para outro nível. Empresas como a Abyss Creations , fabricantes de bonecas sexuais RealDoll , procuram oferecer a experiência mais real possível. Isso inclui que os robôs podem ser programados para apresentar diferentes " humores " e reagir de acordo, mesmo recusando-se a ter um relacionamento sexual. Em todo o mundo, estão indo em alarmes sobre os estereótipos de gênero, o sexismo e objetificação sexual , especialmente considerando desenvolvimento de modelos como o robô Frigid Farrah , programado para " mostrar" o descontentamento quando o jogo abruptamente ou o projetos que simulam a anatomia de menores. O que é um fato é que essas máquinas sempre estarão dispostas a fazer o que seu dono quer . Por isso, outro perigo identificado pelos especialistas é que a inteligência e os senso…

E se metade das contas que existem no Facebook na verdade forem falsas?

O Facebook de Mark Zuckerberg é sem dúvida nenhuma a maior rede social da Internet. As seus muitos utilizadores mostram que é a escolha da maioria e que são fieis. Mas um novo estudo vem mostrar que na verdade pode haver dados falsos. Segundo a informação existente, metade das contas que existem no Facebook são falsas. Os dados que a rede social tem divulgado mostram que conta já com já 2,2 mil milhões de utilizadores.O crescimento tem abrandado, mas ainda assim é um valor que poucos se podem gabar de ter. Aaron Greenspan quer mostrar a realidade da rede social de Mark Zuckerberg Mas um estudo recentemente divulgado revela que estes dados podem ser falsos. Segundo o que é mostrado, 50% das contas do Facebook são falsas. É ainda mostrado que a empresa sabe disto e que usa estes valores para manter os investidores interessados. Este relatório surge de Aaron Greenspan, um ex colega de Mark Zuckerberg. Curiosamente este foi um dos criadores do termo Facebook, tendo em 2009 chegado a …

Rapariga vê filme pornográfico e repara que os protagonistas são os pais

"Nunca desliguei tão depressa a televisão", confessou. Uma rapariga ficou surpreendida quando estava a assistir a um filme pornográfico e percebeu que os protagonistas eram nada mais, nada menos do que... os seus pais. Segundo avança o jornal britânico Metro, a mulher recorda a situação e explica que tudo aconteceu quando tinha 15 anos e, sozinha em casa, foi até ao quarto dos pais para ver se encontrava algum brinquedo com que brincar. No entanto, só encontrou cassetes, atrás do guarda-roupa. Não resistiu à curiosidade, pegou neles e foi ver do que se tratava. Poucos minutos depois, arrependeu-se. "O protagonista, que era o meu pai, saltou para cima da mulher e começaram a fazer sexo. Foi a pornografia menos sensual que já vi", relatou a mulher, ao mesmo jornal. A mulher revelou ainda que "nunca correu tão rápido para desligar a televisão. Só conseguia gritar 'não'". Durante anos esteve traumatizada com o que viu, mas agora fala do que a…