Avançar para o conteúdo principal

Há mais de 642 casos confirmados, mais 194 do que na terça-feira. Segunda morte em Portugal




Há dois casos no Alentejo, onde ainda não tinha sido identificado nenhum caso, e mais cinco cadeias de transmissão identificadas. A região norte é aquela com mais casos: são 289.

Há 642 casos de infecção pelo novo coronavírus em Portugal, mais 194 do que na terça-feira, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), que actualiza os números diariamente — o que corresponde a uma variação de 43% face ao dia anterior​. Há dois casos no Alentejo, a única região de Portugal onde ainda não tinha sido registado qualquer caso até esta terça-feira, e existem 24 cadeias de transmissão, mais cinco do que ontem. Há ainda 352 pessoas a aguardar resultado laboratorial.


A região norte é aquela que tem mais casos até agora: são 289, mais 93 do que na terça-feira. A região de Lisboa e Vale do Tejo, a segunda região com mais casos, soma 243 casos de infecção, mais 63 do que ontem. Já a região centro tem um total de 74 casos confirmados, mais 33 do que no último balanço. O Algarve tem agora 21 casos, os Açores três e a Madeira um. Há ainda nove pessoas com covid-19 que têm residência no estrangeiro.

CORONAVÍRUS







Coronavírus: há 642 casos confirmados, mais 194 do que na terça-feira. Segunda morte em Portugal

Há dois casos no Alentejo, onde ainda não tinha sido identificado nenhum caso, e mais cinco cadeias de transmissão identificadas. A região norte é aquela com mais casos: são 289.



Há 642 casos de infecção pelo novo coronavírus em Portugal, mais 194 do que na terça-feira, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), que actualiza os números diariamente — o que corresponde a uma variação de 43% face ao dia anterior​. Há dois casos no Alentejo, a única região de Portugal onde ainda não tinha sido registado qualquer caso até esta terça-feira, e existem 24 cadeias de transmissão, mais cinco do que ontem. Há ainda 352 pessoas a aguardar resultado laboratorial. 

A região norte é aquela que tem mais casos até agora: são 289, mais 93 do que na terça-feira. A região de Lisboa e Vale do Tejo, a segunda região com mais casos, soma 243 casos de infecção, mais 63 do que ontem. Já a região centro tem um total de 74 casos confirmados, mais 33 do que no último balanço. O Algarve tem agora 21 casos, os Açores três e a Madeira um. Há ainda nove pessoas com covid-19 que têm residência no estrangeiro.








Nesta quarta-feira foi registada a segunda morte em Portugal: o presidente do conselho de administração do Banco Santander Portugal, António Vieira Monteiro, morreu depois de ter contraído o novo coronavírus. Estava prestes a fazer 74 anos. Ainda que o boletim da DGS registe apenas os casos do dia anterior, aparece a referência a esta segunda morte como “mais um óbito conhecido até à data de fecho da região de Lisboa e Vale do Tejo”.

A primeira vítima mortal da doença covid-19 em Portugal foi um ex-massagista do extinto clube de futebol Estrela da Amadora: Mário Veríssimo, de 80 anos, um doente crónico com patologia pulmonar. Foi um dos casos detectados dias depois de ter sido internado, quando o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, começou a testar pacientes com pneumonias para concluir que dois sofriam da doença causada pelo novo coronavírus.












Os números mostram que a epidemia continua a crescer em Portugal, o coronavírus vai demorar ainda algum tempo a chegar ao topo da curva no gráfico. Não se sabe quanto tempo. “De momento, ainda se está na fase exponencial e não se sabe ao certo quando ocorrerá o ponto de inflexão, que é onde a curva do total de casos confirmados começa a crescer a um ritmo cada vez menor”, constata Nuno Ferreira. Mas, além da linha que mostra o total de casos, há uma outra curva sobre os novos casos que também importa. “O pico da curva dos novos casos corresponde ao ponto de inflexão da curva do total de casos. Por enquanto, em Portugal, estamos antes desse ponto de inflexão da curva do total de casos e o número de novos casos ainda está a aumentar”, adianta o investigador. Nesta fase, conclui, interessa-nos “atingir o ponto de inflexão em poucos dias e fazer diminuir rapidamente a curva de novos casos (aumentando rapidamente a de casos recuperados)”.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cheats e códigos GTA 5 (Xbox One, Xbox 360, PS4, PS3 e PC)

O Códigos de GTA 5, também chamados de macetes ou cheats, permitem fazer trapaças como ter vida infinita, criar armas e controlar a polícia no game para Xbox 360, PS3, PS4 e Xbox One. Confira a lista com todas as manhas do jogo da Rockstar, atualizada em 2019. Aproveite ver também os códigos de GTA 5 para PC e outros truques usando o celular no Grand Theft Auto 5.


GTA 5: como ganhar dinheiro infinito de forma rápida Os códigos funcionam usando o direcional do controle e os botões correspondentes. O ideal é fazer de forma rápida, sem pausas longas, para que todos os cheats entrem corretamente. Quando ativado, o código mostra uma mensagem acima do mapa, sinalizando que está funcionando. Lista de códigos de GTA 5 para Xbox 360 e Xbox One
Invencibilidade: Direita, A, Direita, Esquerda, Direita, RB, Direita, Esquerda, A, YQueda Livre: LB, LT, RB, RT, Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, LB, LT, RB, RT, Esquerda, Direita, Esquerda, DireitaArmadura e vida no máximo: B, LB, Y, RT, A, X, B, Dir…

Notícias ao minuto sobre o coronavirus (cov-19) em Portugal

Coronavirus em Portugal actualizações hora a hora...




Confirmados (total); Suspeitos (total acumulado) Por faixa etária Por região







Emigrantes de volta a Portugal estão a furar quarentena

Portugueses vindos de França e Espanha não estão a respeitar o isolamento social obrigatório de 14 diasO presidente da Câmara de Bragança adverte que os emigrantes que estão a regressar para se juntarem às suas famílias não estão a cumprir a quarentena de confinamento em casa, determinada pela Autoridade Regional de Saúde a partir de quinta-feira. 

“Chegam às aldeias, andam na rua e cumprimentam a população toda”, afirma Hernâni Dias. O autarca decidiu, por isso, proceder a “avisos sonoros” nas zonas rurais do município, onde residem muitos idosos vulneráveis.