Avançar para o conteúdo principal

Governo retira gabinetes da Interpol e Europol da esfera da PJ

As unidades nacionais da Interpol e Europol vão passar a estar sob a alçada do secretário-geral do Sistema de Segurança Interna (SSI) que depende diretamente do primeiro-ministro. A medida não agrada à Polícia Judiciária nem ao Ministério Público (MP).
Os delegações portuguesas das forças policiais internacionais vão ficar sob dependência do Ponto Único de Contacto para a Cooperação da Polícia Internacional (PCU-CPI), uma estrutura tutelada pelo secretário-geral do SSI, o embaixador Paulo Vizeu Pinheiro. Segundo o jornal "Público", é já a terceira vez que um Governo liderado por António Costa tenta fazer esta alteração, que contou sempre com a oposição da PJ e do Ministério Público (MP). A proposta de alteração terá dado entrada no Parlamento há duas semanas. O diploma justifica a medida com o objetivo de "conferir coerência" ao sistema de cooperação policial internacional, que integra GNR, PJ, PSP e SEF. A criação do PCU-CPI foi uma exigência da União Europeia para fazer face à criação do Espaço Único Europeu e à abolição das fronteiras entre os países membros. A ideia seria criar um balcão único para tratar e dar seguimento aos pedidos de cooperação policial enviados e recebidos por cada estado-membro. Segundo o "Público", a maior parte dos países da União Europeia já implementou este organismo mas integrou-o em órgãos de polícia criminal e não em estruturas administrativas como sucederá no caso português. Oposição da PJ e Ministério Público Da primeira vez que se tentou colocar estes dois gabinetes sob o chapéu do SSI, em 2016, a Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal considerou que se estava a abrir a porta a "uma intromissão do poder político na investigação criminal", pois o SSI depende diretamente do primeiro-ministro e o secretário-geral é equiparado a secretário de Estado.
Na altura, também o Sindicato dos Magistrados do MP contestou a medida e disse estar "muito preocupado" com o facto de "um titular de um cargo político" poder aceder a "matérias relevantes que se encontram em segredo de justiça" e "matérias particularmente sensíveis, sendo certo que em alguns casos os visados são titulares de cargos políticos". A medida acabou por não ter efeitos práticos por causa da oposição manifestada. Um ano mais tarde, em 2017, o governo criou o PCU-CPI atribuindo-lhe supervisão sobre os gabinetes nacionais da Europol e Interpol, mas tal como sucedera antes a medida não teve qualquer consequência prática. Aliás, em 2019, recorda o Público, o mesmo governo alterou a orgânica da PJ e manteve sob sua dependência as unidades da Europol e Interpol. Notícias ▪︎▪︎▪︎》♤♡◇♧ Jorge Daniel Mendes Ferreira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cheats e códigos GTA 5 (Xbox One, Xbox 360, PS4, PS3 e PC)

O  Códigos  de  GTA 5 , também chamados de macetes ou cheats, permitem fazer trapaças como ter vida infinita, criar armas e controlar a polícia no game para  Xbox 360 ,  PS3 ,  PS4  e  Xbox One . Confira a lista com todas as manhas do jogo da  Rockstar , atualizada em 2019. Aproveite ver também os  códigos de GTA 5 para PC  e outros truques usando o celular no Grand Theft Auto 5. GTA 5: como ganhar dinheiro infinito de forma rápida Os códigos funcionam usando o direcional do controle e os botões correspondentes. O ideal é fazer de forma rápida, sem pausas longas, para que todos os cheats entrem corretamente. Quando ativado, o código mostra uma mensagem acima do mapa, sinalizando que está funcionando. Lista de códigos de GTA 5 para Xbox 360 e Xbox One Invencibilidade:  Direita, A, Direita, Esquerda, Direita, RB, Direita, Esquerda, A, Y Queda Livre:  LB, LT, RB, RT, Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, LB, LT, RB, RT, Esquerda, Direita, Esquerda, Direita Arma

Notícias ao minuto sobre o coronavirus (cov-19) em Portugal

Coronavirus em Portugal actualizações hora a hora... Confirmados (total); Suspeitos (total acumulado) Por faixa etária Por região Óbitos por faixa etária e género

Portugal tem 3544 casos confirmados e 60 mortes

Há mais dez mortes do que na segunda-feira e mais 15% de casos confirmados de infecção. Região norte é a que tem mais mortes e mais casos de infecção. Mais de 60% das pessoas que morreram tinham idades superiores a 80 anos. Pelo mundo, a pandemia já fez mais de 16.500 mortes e, desde o início do surto, foram identificados mais de 377 mil casos de infecção. Há 33 mortes em Portugal (mais dez do que na segunda-feira) e 2362 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal, mais 302 do que no dia anterior – o que corresponde a uma variação de 15%. Das vítimas mortais, 63% tinham uma idade superior a 80 anos. Ao todo, 22 pessoas recuperaram. Inicialmente, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) avançou 30 mortes, incluindo um primeiro óbito nos Açores que, afinal, se tratava de um paciente que não estava infectado com o novo coronavírus. No comunicado em que corrige essa informação, emitido pelas 16h25, a DGS dá conta de três outros óbitos, que “foram conhecidos após p